Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Capítulo 10 - Kate

por Jessie Bell, em 28.04.11

 



 


 


Acordei com o sol a bater-me na cara, porque me ter esquecido de fechar os estores, por isso, ainda estremunhada, arrastei-me da cama pisando-o na barriga pelo simples facto de não me lembrar que ele ali estava. Como é óbvio, Michael acordou.


 - AU! – Exclamou, levando a mão à barriga.


- Desculpa, não me lembrei que estavas aí. Normalmente, não tenho pessoas a dormir no chão do meu quarto. Agora sai e fica à porta enquanto eu me visto. Tenho um metro e meio para usufruir. Out! – E empurrei-o para fora do meu quarto. Vesti-me e tal como Mike esperou à porta do meu quarto, agora era a minha vez. Sentei-me à espera que ele se vestisse. De repente, a porta abriu-se. Parker saiu do quarto, que partilhava com o irmão, e sentou-se ao meu lado.


- Olá! – Exclamei.


- Olá, então como é que isto vai? – Disse, tocando na corda que estava envolta na minha cintura. A minha expressão rapidamente deu a entender o meu estado de espírito. – Se te conforta de alguma maneira – disse pondo o braço por cima dos meus ombros – eu já compartilhei um espaço bem mais apertado com ele, durante nove meses. Por isso é que agora tento manter a minha distância. Três dias, não é? – Assenti. Ele aproximou os seus lábios dos meus ouvidos e sussurrou: - Quando essa coisa sair, temos de comemorar. – E beijou-me intensa e apaixonadamente.


- Porque é que vieste viver para cá? – Perguntei, quando os seus lábios se descolaram dos meus.


- Porque estava farta de viver com certas pessoas. Mas, porquê? Incomoda-te assim tanto a minha presença?


- Não! Claro, que não. O que é que aconteceu.


- O ambiente lá estava horrível. E… bem… eu estava farto da Kate.


- Tu vivias com a Kate?


- Sim…


- E, não sei… Nunca te lembraste de mencionar-me que vivias com a tua ex-namorada e com a gaja que quase me arruinou as provas para as aulas de dança?


- Nunca me perguntaste com quem é que eu vivia. E, além disso quando me falaste daquilo das pontas, eu disse-te que a conhecia. Isso é tudo ciúme? – Disse, apontando para a minha cara.


- Não, é puro ódio!


- Ohhh… Fica tão querida a minha menina, com ciúmes…


- Mas tu queres que eu te morda?


- Na verdade, até quero…


-Gente, estão a bloquear-me o caminho. – Era Mike, a estragar o momento. Levantámo-nos e, após o pequeno-almoço, fomos para o P.A..


As aulas decorreram normalmente, se não fosse pelo facto de estar com uma corda apertada à volta minha cintura, que me ligava ao irmão do meu namorado. Ao almoço, sentei-me no refeitório com Mike, Jessica e Melanie e estava tudo a correr muito bem, já quase que não me lembrava da porcaria da corda, até ela aparecer.


- Olá Taylor! – Disse-me Kate, com um sorriso. Acenei com a cabeça. – Tu és a namorada do Parker, não és? – Voltei a acenar. – Que bom para ti… Então ouvi dizer que ele também já te chama Grá. É tão amoroso aquele rapaz… - E foi-se embora. “Que nervos!”, pensei. Mas que ser tão irritante. “Uma pessoa não poderia estar feliz na ignorância?”


- Mas porque é que continuo a falar com ela, expliquem-me. – Supliquei num murmúrio.


- Na verdade, tu não lhe disseste nada, só acenaste… - Disse Melanie. Uma declaração a que respondi com um esgar. – De qualquer maneira não percebo qual é problema... E duvido que ele lhe chamasse algo para além de “cabra”, que é o que ela é.


- E tu? Não dizes nada? – Perguntei a Mike


- Eu não me meto… Se queres saber alguma coisa em relação ao Parker, sabes a quem perguntar…


- Grande ajuda Michael…


A verdade é que precisava mesmo de falar com ele. Não gostava daquela sensação de dúvida. E eu confiava nele, para me dar uma resposta sincera. “Confiava?”. O que é que eu estava a fazer? Melanie tinha razão. O que é que aquilo interessava? Kate só disse aquilo para me atingir. E conseguiu. Precisava de falar com ele. Tinha de falar com ele. Apesar de não ter vontade nenhuma. De qualquer maneira não o iria fazer enquanto estivesse ligada ao seu irmão gémeo, por meio de uma corda. Ainda tinha um dia.


No entanto, não tomei em consideração o facto de um dia só ter 24h. 24 Horas passavam demasiado rápido. Por isso o momento em que o Mr. Samparro nos desamarrou, para mim, foi devastador.


 


Quando cheguei a casa, ele já estava lá. E, assim que abri a porta, ele beijou-me. Beijou-me como nunca antes me tinha beijado. Muito mais intensa e loucamente. Ele amava-me. Como é que podia duvidar disso.


- Hoje estamos sozinhos… E eu disse-te que tínhamos de celebrar. – Disse quando passou os lábios pela minha orelha. Eu tinha de falar. Tinha de dizer algo, antes que a minha mente se toldasse com sensações, que me causavam uma grande lacuna no meu discernimento. Eu queria-o, a ele, sim. Mas não com a minha mente cheia de incertezas.


- Parker, precisamos de falar – consegui dizer enquanto a sua boca percorria a linha do meu maxilar. – Agora. – Lentamente, voltou a unir aos seus lábios os meus e depois parou e olhou para mim, com os seus perfeitos olhos cinzentos.


- Diz. – Replicou, depositando as suas mãos na base das minhas costas. – Mas rápido, por favor.


- É sobre a Kate. – Retorqui num suspiro.


- Mas essa cabra não me pára de estragar a vida?!- Ri-me, pois percebi que Melanie tinha razão. Ela pertencia ao seu passado e eu ao seu ao seu presente e, se dependesse de mim, ao seu futuro. Estava tão cega… - Diz… O que é que queres saber mais sobre a Kate?


- Sabes que mais? Não interessa. – E não interessava, não interessava mesmo nada – Tinha saudades tuas. – Acabei por dizer.


Voltou a beijar-me, tão apaixonadamente como antes e levou-me até ao meu quarto, onde me depositou na cama e fechou a porta. Voltou ao pé de mim e apertou-me contra ao seu peito e voltou a beijar, beijos aos quais eu retribuí. Enrolei os meus braços pelo seu pescoço e ele passou as suas mãos pelas minhas costas e retirou-me a camisola que tinha vestida. Eu fiz-lhe o mesmo. Peça a peça, unimos de todas as formas humanamente possíveis.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 14:18


4 comentários

De Ninguém a 28.04.2011 às 15:00

Esqueceste-te do capitulo 10!

De Dih'h ◕‿◕ a 28.04.2011 às 20:54

'Ta mesmo perfeito!
Fogo...nem sei q dizer :O
Amei especialmente a ultima parte, deixou-me mesmo feliz :D

De NattahL a 14.07.2011 às 14:59

Uih, isto esta a aquecer xD
*-*
xoxo'

De elielife a 14.07.2011 às 21:33


a kate não vai conseguir separa-los! ainda bem :)
uuuhhh a ultima parte :$ u.u

Comentar post



You told me I was like the dead sea. You never sink when you're with me.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog